CREMERJ repudia declaração feita por deputada federal

17/11/2018


O CREMERJ vem por meio desta nota repudiar a mensagem publicada no Twitter da deputada Benedita da Silva, na qual, de forma generalizada e totalmente descabida, chama os médicos brasileiros de mercenários.

O CREMERJ não é contra a presença de médicos cubanos, desde que eles sejam submetidos à prova de validação curricular, que é um ato adotado por todos os países do mundo. Entendemos que nesse momento, no qual o governo cubano resolveu encerrar sua participação no Programa Mais Médicos unilateralmente, cabe ao governo brasileiro a criação de um plano de carreira para os médicos, de modo estimulá-los a ocupar as vagas que estão sendo abandonadas.

O CREMERJ reafirma que existem médicos em quantidade suficiente para atender a essa demanda.

Cabe ressaltar que, no começo do programa Mais Médicos, houve uma dificuldade inexplicada até o momento para que médicos brasileiros pudessem se inscrever.

Por isso, o CREMERJ acaba de criar um espaço no site para que os médicos possam se cadastrar e se inscrever no programa sem qualquer tipo de dificuldade.

Entendemos que este momento seja adequado para criarmos soluções definitivas.

Completados cinco anos desde que o programa teve início, infelizmente, não foi observada melhora nos indicadores de mortalidade infantil e e mortalidade por doenças em geral que possa ser atribuída ao programa.

Temos a certeza de que com um plano de carreira e as condições adequadas para a boa prática da medicina, não haverá de faltar médicos para atender a população.