CREMERJ repudia reportagem da revista Superinteressante

29/06/2018


O CREMERJ repudia, publicamente, a abordagem acusatória utilizada na reportagem “Erro Médico”, publicada na edição 391 da revista Superinteressante. Problemas no atendimento não podem ser tratados de forma generalizada, uma vez que cada caso acontece em um meio diferente, e são, inúmeras vezes, produtos de uma cadeia de eventos adversos que acometem a saúde.

Na rede pública, principalmente, trabalhando sob forte estresse, os profissionais de saúde exercem a medicina em condições de atendimento distantes da ideal, sendo vítimas do sucateamento do governo com as nossas unidades. O CREMERJ tem fiscalizado constantemente esses hospitais e cobrado medidas imediatas por parte das autoridades competentes, visando à melhoria no atendimento à população.

A estrutura da assistência no país é defeituosa e a formação dos profissionais também sofre com a falta de investimentos. A expressão "Erro Médico" culpabiliza uma única categoria por erros que, em sua maioria, estão relacionados à falta de gestão na saúde.

As entidades médicas entendem que, para avanços concretos no atendimento em saúde no Brasil, é preciso valorização e capacitação dos profissionais da rede pública e privada e monitoramento constante das mesmas.

O CREMERJ reitera os protestos do Conselho Federal de Medicina e de toda a categoria médica contra a generalização inadequada com a qual foi tratado o assunto.