CREMERJ alerta para o risco da amamentação cruzada

28/03/2018


O CREMERJ, através de suas Câmaras Técnicas de Pediatria e de Ginecologia e Obstetrícia, alerta para os riscos da amamentação cruzada, como retratado na novela “O outro lado do Paraíso”, e apoia a nota divulgada pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), que segue abaixo, na íntegra.

"A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) vem a público para prestar esclarecimentos referentes à informação transmitida pela TV Globo, no capítulo do dia 27/03/2018, de sua novela “O outro lado do Paraíso”, quando recomenda a “amamentação cruzada” (uma mulher amamenta o filho de outra mulher).

Tendo em vista o bem-estar e saúde da população, a SBP ressalta que a amamentação cruzada é contraindicada pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), pois oferece risco de transmissão de doenças infectocontagiosas, como o HIV/AIDS, sobretudo para a criança.

Por outro lado, os pediatras esclarecem que uma criança pode, sim, receber leite de outra mulher. No entanto, esse leite deve ser oriundo de uma doação a um banco de leite humano, onde recebe tratamento que o deixa livre de qualquer possibilidade de transmissão de doenças.

A SBP reitera ainda que, ao contrário do que foi sugerido na novela, não existe leite materno “fraco”. É importante destacar que a amamentação deve ser estimulada, pois é o único processo natural que garante acesso ao alimento completo e mais adequado para as crianças. Por isso, deve ser oferecido, de modo exclusivo, nos seis primeiros meses, podendo ser complementado a partir de então.

Para repassar orientações adequadas, a SBP mantém em seu site uma página com dicas importantes (/www.sbp.com.br/). Assim, considerando suas vantagens para a criança, a mulher e a saúde em geral, toda a população deve dar suporte para as mães que amamentam e os pediatras devem valorizados por serem fundamentais ao orientar sobre o tema.

Diante desse contexto, a SBP reforça o risco de divulgar em grande escala uma prática não recomendável, como é a amamentação cruzada. Os pediatras pedem, assim, que a todos os veículos de comunicação, em especial à emissora responsável pela novela onde as cenas, que ajudem a disseminar as vantagens do aleitamento junto aos brasileiros, ressalto a forma correta de aderir a esse método que traz inúmeros benefícios às futuras gerações.  

Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP)