Suspensão de residências é tema de reunião no CRM

10/01/2018


Residentes dos hospitais universitários Clementino Fraga Filho (HUCFF) e Pedro Ernesto (Hupe) e representantes da Associação dos Médicos Residentes do Estado do Rio de Janeiro (Amererj) se reuniram com o presidente do CREMERJ, Nelson Nahon, nesta quarta-feira, 10, para discutir a suspensão do ingresso de novos residentes nas duas unidades. Os programas de especialização dos dois hospitais foram postos em diligência pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), em dezembro, e aguardam liberação para dar continuidade aos processos de seleção.

O Hupe, vinculado à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), tinha prova marcada para 13 de janeiro e a seleção foi transferida para o dia 3 de fevereiro. Já no HUCFF, os aprovados no último processo seletivo tem a previsão de início é no dia 1º de março.

A liberação do Hupe será decidida por meio de votação na sede do CNRM, em Brasília, até o fim deste mês. A Federação Nacional dos Médicos (FENAM), o Conselho Federal de Medicina (CFM), a Associação Médica Brasileira (AMB) e a Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR) participam da avaliação.

O Hospital Universitário Pedro Ernesto é a unidade com a maior quantidade de vagas para residência médica em todo o Estado do Rio de Janeiro e pioneira em várias áreas da Saúde. Apesar de tudo, a Faculdade de Ciências Médicas teve uma das melhores avaliações no último Enade no Estado. No Hospital do Fundão, anualmente são formados cerca de 200 residentes e realiza tratamento de diversas patologias de alta complexidade em oncologia, nefrologia e cirurgia cardiovascular, entre outras áreas.

Nelson Nahon lembrou que o CRM já se manifestou a favor da suspensão das diligências.

“O Hupe e o Fundão prestam serviços de excelência à população e têm programas de residência de alta qualidade e reconhecimento no meio médico. A suspensão desses programas é uma perda muito grande para os médicos que procuram uma especialização de excelência, além de impactar diretamente o atendimento à população”, acrescentou Nahon.

Participaram da reunião o vice-presidente da Amererj, Luiz Fernando Rodrigues; a primeira tesoureira da Amererj, Ana Carolina Jorge; o segundo secretário, Pedro Luis de Mendonça, e conselheiro do CREMERJ Pablo Vazquez.