CRM participa de Congresso PanAmericano de Cirurgia Vascular

07/10/2016


Cerca de mil médicos, entre os quais, renomados especialistas brasileiros e estrangeiros, marcaram presença no XIV Panamerican Congress on Vascular and Endovascular Surgery, realizado entre os dias 5 e 8 de outubro, no Rio de Janeiro.
 
O evento bienal reuniu em sua mesa de abertura, o vice-presidente do CREMERJ, Nelson Nahon; o presidente da Sociedade Médica do Estado do Rio de Janeiro (Somerj) e vice-corregedor do CRM, José Ramon Blanco; o presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), Ivanésio Merlo; os chairmen do evento, Sérgio Meirelles, Enrico Ascher e Rossi Murilo. Também compareceram ao evento o presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro (SBACV/RJ), Carlos Peixoto; o representante da Academia Nacional de Medicina, Arno Von B. Ristow, e o vice-presidente do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, Savino Gasparini.
 
Nelson Nahon destacou a importância do evento para atualização científica e chamou atenção para o número de pacientes que aguardam tratamento cirúrgico pela rede pública de saúde. “A fila para cirurgias vasculares chega a 12 mil pacientes. A demora ou não realização desse tipo de procedimento faz com que o número de amputações de membros inferiores seja elevado em nosso estado”, disse Nahon.
 
O presidente SBACV/RJ, Carlos Peixoto, aproveitou o evento para falar sobre os bons resultados da nova técnica de tratamento ambulatorial, sem a necessidade de intervenção cirúrgica. “É uma conquista importante, pois a doença é a sexta causa de incapacitação ao trabalho no Brasil e a 14ºdoença crônica mais comum no mundo”, explicou Carlos Peixoto.
 
Já o presidente da SBACV, Ivanésio Merlo, enalteceu a tradição do evento que, segundo ele, já faz parte do calendário científico brasileiro. “Houve uma época em que para termos contato com profissionais americanos e europeus, tínhamos que ir até lá e era dispendioso. A partir do PanAmericano, inauguramos um novo capítulo, trazendo esses profissionais para ministrar um curso ou congresso similar aos estrangeiros. Nesta edição, teremos assuntos relevantes principalmente para a área venosa e arterial, além de mesas redondas com temas livres e interativas”, resumiu o especialista.