Código de Ética do Estudante passa por últimos ajustes

03/10/2016


O CREMERJ promoveu nesta quarta-feira, 28, mais uma reunião de trabalho de elaboração do Código de Ética do Estudante de Medicina do Rio de Janeiro. Neste encontro, foram debatidos os últimos itens que farão parte do documento, que vai reunir questões que abordem os direitos e os deveres dos estudantes, bem como a relação com os pacientes e as instituições. Participaram da discussão parte da direção do Conselho, integrantes da Associação dos Médicos Residentes do Estado do Rio de Janeiro (Amererj), docentes e alunos de Medicina de diversas faculdades do Estado.

Durante o mês de setembro, os estudantes realizaram encontros nas suas faculdades para coletar demandas e debater sobre a formulação do texto que integrará o código. Essas sugestões foram apresentadas na reunião. Entre os temas estavam a ampliação do seguro saúde, a relação estudante/paciente/preceptor e o fornecimento de equipamento de proteção individual. O próximo passo é compilar todos os artigos, que serão discutidos no próximo encontro, em outubro.

O presidente do CREMERJ, Pablo Vazquez, reforçou que o texto deve girar em torno da realidade do estudante, da formação e da interação com a sociedade. “Levantar a discussão sobre os conceitos de ética e da boa Medicina entre os estudantes é de suma importância, pois são eles que irão reger sempre nossa prática profissional. Por meio do código, eles estarão preparados para agir nas mais variadas situações, indicando seus direitos e deveres como estudantes e cidadãos e com uma conduta humana e social”, acrescentou Vazquez. 

Também participaram da reunião a diretora Erika Reis e os diretores da Amererj, João Felipe Zanconato, Vitor Alvarenga e Diego Puccini.