Nota de pesar pela morte do médico Edison Paixão

13/08/2016


O CREMERJ lamenta profundamente a morte do médico Edison Paixão, ocorrida nesta sexta-feira, 12.  O médico sofreu um mal-súbito durante lançamento de seu livro "Saúde Pública - Entre deuses e demônios", no espaço cultural do SinMed-RJ.  Paixão chegou a ser socorrido no local e levado ao Hospital Municipal Souza Aguiar, onde veio a falecer.

Formado pela Faculdade Nacional de Medicina (UFRJ) em 1973, Edison era um defensor da Saúde Pública - tema de seu livro - onde tratou também sobre o exercício da medicina, valores éticos, a gestão e o financiamento das instituições ligadas ao SUS.

O médico atuava no setor de Patologia do Hospital Municipal Miguel Couto, instituição onde foi diretor por muitos anos.

O velório será neste sábado, 13, às 12 horas e o sepultamento às 15 horas no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap.

                              *Na foto, Edison Paixão (quarto à esquerda) durante a noite de autógrafos do seu livro, nesta sexta-feira, 12, no espaço SinMed-RJ Cultural.