Com ressalvas, médicos de Volta Redonda encerram paralisação

10/03/2016


Reunidos em assembleia nessa quarta-feira, 9, os médicos do Hospital Municipal São João Batista (HSJB), em Volta Redonda, votaram pelo fim da paralisação, iniciada em 23 de fevereiro, mas com uma série de ressalvas. O encontro avaliou a contraproposta de prefeitura, que recuou na redução salarial de 30%, mantendo-a em 5%, e se comprometeu a repor os valores descontados desde janeiro. 

O movimento entregou nessa quinta-feira, 10, um ofício à prefeitura, na qual assume o fim da paralisação, porém apresenta suas exigências. "Nós reafirmamos ao prefeito que não aceitaremos nenhuma demissão, como ele havia sugerido anteriormente, e nem desconto das horas durante a paralisação, visto que todos os médicos estavam à disposição na unidade para atender qualquer urgência e emergência", frisou o conselheiro Olavo Marassi Filho.

Para o coordenador da seccional de Volta Redonda do Conselho, Julio César Meyer, o movimento avaliou a necessidade de retomar o atendimento pelo bem da população. "Entretanto deixamos claro que a nossa luta continua, pelo fim do RPA (Recibo de Pagamento a Autônomo), por direitos trabalhistas, carteira assinada, 13º salário, fundo de garantia, reajustes anuais e por condições dignas de trabalho para o ético atendimento aos pacientes ", salientou.

Para o diretor do CRM-RJ Nelson Nahon, o movimento dos colegas é um grande motivo de orgulho. "O CREMERJ parabeniza todos os médicos que realizaram essa paralisação, pela forma ética com que a conduziram. É fundamental, ainda, ressaltar a importância dessa luta por direitos fundamentais, como vínculo de trabalho adequado", salientou.

Ainda neste ano será produzido um documento com todas as reivindicações dos médicos que trabalham na rede pública de saúde da Região Sul-fluminense, que será entregue aos candidatos à prefeito, para que firmem apoio às lutas e ao movimento, na busca de melhorias das condições da categoria e de atendimento à população.


        Foto da primeira assembleia, realizada no dia 17 de fevereiro no auditório do Centro Universitário de Volta Redonda (UniFoa).