Fórum debate cirurgia vascular na saúde pública

08/12/2015


A regional Rio de Janeiro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBAVC) promoveu o “Fórum de Cirurgia Vascular e Saúde Pública: aonde estamos e para onde vamos”, realizado nessa quarta-feira, 25, na sede do CREMERJ.

Ao abrir o fórum, o conselheiro e organizador do evento, Carlos Enaldo de Araújo, destacou que o encontro foi idealizado para discutir a situação em que se encontra a saúde vascular na rede pública fluminense. 

“Convidamos todos os chefes de serviço das unidades hospitalares e pretendemos elaborar, após os debates, um dossiê a ser entregue às autoridades competentes. Vemos pacientes procurando ajuda e, infelizmente, tendo seu tratamento prejudicado, perdendo membros, sem que os médicos consigam resolver seus problemas por falta de estrutura na rede pública de saúde”, salientou.

O conselheiro e também organizador do fórum, Joé Sestello, enfatizou que todo o Estado do Rio de Janeiro sofre de desassistência na área vascular. 

“Há dificuldade em tratar com qualidade os pacientes graves, com alta complexidade. Existem centros que tratam patologias cardiológicas e vasculares, mas precisamos definir as urgências e cirurgias eletivas vasculares. Não dá para o paciente ficar esperando na regulação durante três, quatro anos”, afirmou. 

Em sua explanação sobre “A realidade dos Serviços de Cirurgia Vascular no Estado do Rio de Janeiro”, a chefe do Serviço de Cirurgia Vascular do Hospital Municipal Souza Aguiar, Rita de Cássia Proviett, fez uma avaliação crítica sobre a rapidez necessária no atendimento aos pacientes com doenças circulatórias e a quantidade de leitos disponíveis, entre outros aspectos.

Ainda proferiram palestras o advogado da SBACV-RJ, Jaime Martins, e o secretário-geral da sociedade, Sérgio Meirelles.

O presidente do CREMERJ, Pablo Vazquez, e o conselheiro do CRM e do Conselho Federal de Medicina, Sidnei Ferreira, receberam homenagens da regional Rio de Janeiro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBAVC), durante o evento. Ambos receberam a Medalha Dr. Antônio Luiz de Medina, a mais alta honraria da Sociedade, durante este primeiro fórum conjunto das duas entidades médicas.

Além de afirmar que recebia com orgulho a homenagem, Pablo Vazquez salientou que as duas entidades lutam há muito tempo pelo desenvolvimento da medicina nas redes pública e suplementar e pela qualificação dos especialistas. 

“A realização desse fórum é mais um avanço conjunto na busca de soluções para a melhoria da assistência médica na rede pública onde, por exemplo, existe um número percentualmente maior de amputações devido à falta de condições adequadas de tratamento. Esse disparate precisa ser corrigido, porque a população merece ser melhor atendida”, afirmou.

Vazquez afirmou ainda que, em vias das festividades de fim de ano e das Olimpíadas, situações nas quais principalmente a capital do Estado receberá um grande número de pessoas, este é o momento de todos se unirem e levarem as dificuldades que os médicos e as unidades enfrentam para a sociedade, que precisa ter conhecimento do que vem ocorrendo. Ele ainda salientou que tem testemunhado que a maioria dos médicos tem se esforçado ao máximo para superar as dificuldades e garantir assistência de qualidade à população.

Por sua vez, Sidnei Ferreira também afirmou estar honrado com a medalha recebida.

“A Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular tem tradição de lutas no movimento médico e, como o CREMERJ e o CFM, também defende o atendimento de qualidade à população e o reconhecimento e a valorização do médico em todos os sentidos”, disse. 

Além de Pablo Vazquez e Sidnei Ferreira, a SBACV também homenageou com medalhas o deputado estadual Rafael Picciani e o vereador Thiago Ribeiro.

O presidente da SBAVC-RJ, Julio Cesar Peclat, também foi homenageado com as medalhas Pedro Ernesto e Tiradentes, principais comendas conferidas, respectivamente, pela Câmara Municipal carioca e pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

Durante as homenagens, a mesa esteve composta por Pablo Vazquez; Julio Cesar Peclat; Sidnei Ferreira; Rafael Picciani; Thiago Ribeiro; pelo secretário geral da SBAVC, Sérgio Meirelles; pelo diretor de Defesa Profissional da Sociedade, Átila Brunet; e pelos organizadores do fórum, os conselheiros Carlos Enaldo de Araújo e Joé Sestello.

Também participaram do evento o conselheiro e presidente da Somerj, José Ramon Blanco, e o presidente eleito para o próximo biênio da SBACV-RJ, Carlos Peixoto.