CRM realiza reunião com direção do hospital da Polícia Civil

18/11/2015



O CREMERJ se reuniu nessa segunda-feira, 16, com a diretora técnica do Hospital da Polícia Civil José da Costa Moreira, Silvia Helena de Araújo. A reunião foi solicitada pela Comissão de Saúde Pública, com o objetivo de levantar informações sobre a denúncia de possível desvio de função dos médicos da unidade. 

O vice-presidente do Conselho, Nelson Nahon, e o diretor Gil Simões, explicaram que receberam a denúncia de que os médicos foram convocados pela Polícia Civil para realizarem um curso para atuarem como médicos peritos em audiências de custódia. No entanto, os médicos prestaram concurso para Secretaria Estadual de Saúde para trabalharem em áreas específicas e com lotação no Hospital da Polícia Civil. As informações foram avaliadas pelo departamento jurídico do Conselho, que declarou a medida como desvio de função. 

A diretora da unidade confirmou a informação e explicou que a convocação se tratava de um erro administrativo. Apenas quatro médicos, três que já tinham formação na área de perícia e um médico policial, se apresentaram ao Instituto Médico Legal (IML) e foram transferidos. 

“A convocação foi feita a minha revelia, não sabia de nada. Fui surpreendida com a informação de que os médicos foram convocados para um curso de cinco dias. Não concordei com essa situação. Estranho a convocação, pois para que o profissional atue como perito é necessário passar por um treinamento de mais de ano, o que não aconteceu. Em relação aos profissionais que preferiram não fazer o curso, eles continuaram atuando no hospital”, esclareceu Silvia Helena. 

No término da reunião, o vice-presidente do CREMERJ reiterou que todos os médicos deveriam permanecer na policlínica, atendendo as suas especialidades.