Evento de psiquiatria da Aperj acontece na sede do CREMERJ

20/08/2015


A XXIII Jornada de Psiquiatria da Associação Psiquiátrica do Estado do Rio de Janeiro (Aperj) acontecerá na sede do CREMERJ, entre os dias 3 e 5 de setembro, e reunirá renomados especialistas da área em debates, cursos e palestras. O evento acontece no mês internacional de prevenção ao suicídio.

“Exatamente por isso que faremos neste período, o ponto alto da jornada será promover atualizações sobre o tema e discutir diversos fatores que podem levar ao suicídio e à depressão, além de abordar a questão de medicamentos e dos cuidados no atendimento aos familiares”, explicou um dos coordenadores do evento, Paulo Cesar Geraldes – conselheiro responsável pela Câmara Técnica de Psiquiatria e Saúde Mental do CREMERJ.

No primeiro dia do evento, o auditório Júlio Sanderson abrigará o curso “Diagnóstico e Terapêutica do Estresse Precoce nas Doenças Afetivas Depressivas e Bipolares”, coordenado por Vera Lemgruber e Mario F. Juruena. A conferência de abertura será proferida pelo presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), Antônio Geraldo da Silva.

No dia 4 de setembro, serão debatidos os novos conhecimentos e pesquisas acerca do autismo e de outros transtornos da infância, assim como dependências químicas, psicopatia, transtornos mentais e de compulsão alimentar.

Novas abordagens e a importância do conhecimento da população para diminuir o estigma, o que facilita a vida do paciente, também serão assuntos das mesas redondas, lideradas por Fátima Vasconcellos, Marcelo Papelbaum, Kátia Mecler, Talvane de Moraes, Alexandre Valença, Marcia Rozenthal, Valeska Marinho, Breno Diniz, Fábio Barbirato e Miguel Chalub – que é o coordenador da Câmara Técnica de Psiquiatria e Saúde Mental do CREMERJ.

No último dia, os temas principais serão a depressão e as causas e os efeitos, que podem levar ao suicídio. Essa parte será comandada pelo coordenador da jornada, Paulo Cesar Geraldes; pela doutora em psiquiatria da Universidade de São Paulo (USP), Alexandrina Meleiro; e pelo titular de psiquiatria da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Humberto Corrêa. Já mesa redonda, que encerrará o evento, irá tirar dúvidas dos participantes e abordar, finalmente, a situação atual nos atendimentos das redes públicas e privadas.