Comissão de Recém-Formados debate programa Mais Médicos

01/06/2015


Na última reunião da Comissão de Médicos Recém-Formados do CREMERJ, ocorrida nessa quarta-feira, 27, na sede do Conselho, foram avaliados os desdobramentos do “Fórum Residência Médica e Políticas de Saúde – Cenário Atual e Perspectivas”. Uma das conclusões do grupo é de que ainda faltam informações por parte do governo sobre as medidas exigidas pela Lei 12.871/2013, que institui o programa Mais Médicos. Segundo o diretor Gil Simões, “não foram apresentados dados concretos para supor que as mudanças previstas pela lei sejam viáveis dentro do prazo previsto, que é de 2016 para internos e 2018 para residentes”. 
 
Na ocasião, foi marcado o IV Fórum CREMERJ e Ensino Médico – que será realizado no dia 25 de junho. O grupo estipulou que, para esse encontro, a Associação Brasileira de Educação Médica (Abem) apresente dados como, por exemplo, a quantidade de alunos de medicina. A ideia é comparar esses dados com o número de vagas nas unidades de Saúde da Família, para concluir se os postos de trabalho serão suficientes para absorver os recém-formados.
 
Na reunião, também foi falado sobre a realização da 12ª edição do Prêmio de Residência Médica do CREMERJ, que acontecerá no dia 12 de novembro. O prazo estipulado para que os residentes entreguem seus trabalhos é de até 12 de outubro. No próximo encontro da Comissão, agendado para o dia 24 de junho, o grupo receberá professores da Coppe-UFRJ, que apresentarão estudos sobre gerenciamento de carreira e novas tecnologias em medicina. 
 
Estavam presentes o presidente do CREMERJ, Pablo Vazquez; o coordenador da Comissão de Médicos Recém-Formados do CREMERJ, Gil Simões; a coordenadora da Comissão de Residência Médica do Estado do Rio de Janeiro (Ceremerj), Susana Wuillaume; a coordenadora de Residência Médica da Secretaria Estadual de Saúde, Silvana Ferreira de Lima; o coordenador da Residência Médica do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle (Unirio), Rossano Kepler; o presidente da Associação de Médicos Residentes do Estado do Rio de Janeiro (Amererj), Diego Puccini; os diretores da Amererj João Felipe Zanconato e Ricardo Farias Júnior; e a residente do Hospital Federal dos Servidores do Estado do RJ Nathália Mendes.