Falta de médicos prejudica atendimento em São João da Barra

30/04/2015


O CREMERJ se reuniu nessa segunda-feira, 27, com a nova diretora-técnica da maternidade da Santa Casa de Misericórdia de São João da Barra, Suzana Lisboa, após a denúncia de falta de médicos nos plantões dos fins de semana, que foi encaminhada para o CREMERJ, para a Secretaria Municipal de Saúde de São João da Barra e para o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro.

Na ocasião, participaram da reunião o vice-presidente do CREMERJ Nelson Nahon e o diretor Gil Simões. No encontro, a diretora-técnica representou a secretária de Saúde do município, Denise Esteves, que não pode comparecer.  

Durante o encontro, Suzana Lisboa informou que, nos últimos anos, a maternidade vem sofrendo com a falta de plantonistas para os dias de sábado e domingo, e comunicou que após a denúncia foi realizado, em março deste ano, um concurso público para completar o quadro de profissionais da maternidade.

Ela completou dizendo que, enquanto a convocação dos concursados não se inicia, foi implantando um rodízio de médicos para completar a equipe durante os fins de semana.

“A maternidade da Santa Casa é a única do município, por isso esperamos que em curto prazo as equipes estejam completas”, disse Suzana, que ainda relatou que os casos mais urgentes são encaminhados para o município de Campos, que fica a 40 km de distância.

Já o diretor Gil Simões ressaltou a importância da realização de concursos públicos.

“A falta de recursos humanos é um problema grave na maioria das unidades públicas de todo o Estado. Por isso o CREMERJ defende concursos com salários dignos e condições adequadas de trabalho para os médicos”, afirmou.