Hospital em Maricá terá que seguir regras do CRM e Vigilância

27/03/2015


O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) julgou procedente a ação do Ministério Público Estadual contra o Estado do Rio de Janeiro e o município de Maricá, denunciando as condições precárias do Hospital Conde Modesto Leal. A ação obriga que a unidade seja equipada conforme as exigências do CREMERJ e da Vigilância Sanitária.

O TJ-RJ reiterou este mês a decisão emitida em 2012 pelo Tribunal de Justiça de Maricá.