Cocem: cinco comissões de ética médica tomam posse

14/01/2015


Cinco comissões de ética médica tomaram posse durante a reunião da Coordenação das Comissões de Ética Médica do CREMERJ, nessa terça-feira, 13, no auditório Charles Damian. As unidades que participaram foram: Posto Médico Sanitário de Campos Elíseos, Hospital da Mãe, Clínica São Gonçalo, Oftalmoclínica São Gonçalo e Hospital Luiz Palmier.
 
Na abertura, o diretor do CREMERJ Pablo Vazquez deu informes falando sobre os rumores de estadualização dos hospitais federais. No entanto, segundo Vazquez, até o momento, a informação oficial é que será criada uma central única de regulação e de compras para a rede federal, estadual e municipal.
 
“Isso foi definido durante uma reunião em Brasília com o ministro da Saúde, o governador e o prefeito. Para nós, a central única de regulação não resolve muita coisa, pois temos um número reduzido de leitos no Rio de Janeiro, além de outros problemas. Quanto à estadualização, o CREMERJ é contra, porque já tivemos experiências negativas”, afirmou.
 
Durante a reunião, Pablo Vazquez também leu o posicionamento do CREMERJ, publicado em seu site, em relação ao esquema ilegal de órteses e próteses, conforme veiculado pela TV Globo. De acordo com o texto, o Conselho solicitou à superintendência da Polícia Federal informações para saber se há envolvimento de médicos do Rio de Janeiro e, caso haja, os seus nomes para providências cabíveis.
 
Já o presidente do CREMERJ, Sidnei Ferreira, falou sobre a importância do papel das comissões de ética médica e de um corpo clínico ativo em suas unidades. Ele ainda destacou a reunião que o CREMERJ teve com representantes do Núcleo Estadual do Rio de Janeiro (Nerj) do Ministério da Saúde na segunda-feira, 12.
 
“Eles avaliaram o dossiê com nossas fiscalizações e disseram que estão buscando soluções. Chamamos a atenção para a falta de recursos humanos e para as péssimas condições de trabalho que muitos colegas enfrentam, além das questões das gratificações por desempenho dos médicos federais que está sendo paga indevidamente. Falamos ainda sobre o reajuste do funcionalismo público, que também não foi pago aos médicos federais, e a urgência requerida para as soluções. Quanto à estadualização, apesar da negativa do governo, temos que nos manter atentos e mobilizados. Cada unidade, independentemente do nível de governo a que esteja subordinada, deve manter núcleos organizados para facilitar a participação e mobilização eficaz sempre que necessário”, completou.
 
Uma representante do Hospital Federal Cardoso Fontes informou que, após rumores de estadualização, a unidade está realizando assembleias semanalmente e que os médicos estão se mobilizando para ir ao Nerj protestar contra o descaso do hospital. Segundo ela, a falta de recursos humanos é o que mais tem preocupado.
 
Os conselheiros Serafim Borges, Erika Reis e Armindo Fernando da Costa também participaram da reunião.
 
Confira abaixo as comissões recém-empossadas, cujos mandatos seguem até janeiro de 2018.
 
POSTO MÉDICO SANITÁRIO DE CAMPOS ELÍSEOS: membros eleitos para o segundo mandato:
Efetivos: Alexandre Magalhães de Oliveira, Fátima Regina Gomes Lopes e Ricardo Bayma de Oliveira Arze.
Suplentes: Antônio Rodrigues Braga Neto, Mário Lucchese e Patrícia Rangel Sobral Dantas.
 
HOSPITAL ESTADUAL DA MÃE: membros eleitos para o segundo mandato:
Efetivos: Carlos Eduardo Lopes Nunes, Claudia da Silva Feitosa, Claudio Oliveira Soeiro e Cristiano Prata Cabaleiro da Costa.
Suplentes: Monique da Costa Glinardello Guimarães, Cristóvão Fonseca Labuto Junior, Anna Paola Aurolio de Moraes e Eduardo Martins Gerde.
 
CLÍNICA SÃO GONÇALO: membros eleitos para o quinto mandato:
Efetivos: Paola Baars Gomes Moises, Luis Marcelo Rodrigues Paz, Humberto César Tinoco e JonnyShogo Takahashi.
Suplentes: Alex Peçanha Ventura, Ana Paula Quintanilha dos Santos, Maria Thereza Granja Fonseca e Armando do Couto Lontra Filho.
 
OFTALMOCLÍNICA SÃO GONÇALO: membros eleitos para o primeiro mandato:
Efetivos: Gezio Soares de Souza Junior e Ana Letícia Ferreira Cândido.
Suplentes: Letícia Soares de Souza e Anna Carolina Martins Haddad.
 
HOSPITAL DR. LUIZ PALMIER: membros eleitos para o segundo mandato:
Efetivos: DayvisonHilario da Silva, Sidnei Soares Lagoas e Carlos Alberto Pinto da Silveira.
Suplentes: Marli Câmara Abelha, Rosse Mary Guzman Borda e Alessandra Marques da Silva Cruz.