CREMERJ se reúne com secretário de Saúde de Teresópolis

05/08/2014


A convite do CREMERJ, o vice-presidente do Conselho, Nelson Nahon, e o coordenador da seccional de Teresópolis, Paulo Barros, se reuniram com o secretário de Saúde de Teresópolis, Luiz Cezar Alonso, nessa segunda-feira, 4, para discutir a situação da UPA do município.

No encontro, foram discutidos o atraso salarial dos médicos da unidade, a saída da Organização Social (OS) que era responsável pela gestão da UPA, entre outros assuntos.

O secretário de Saúde declarou que a OS foi retirada devido aos maus serviços prestados. A saída da OS era uma das principais reivindicações dos médicos da unidade, que no final de julho realizaram uma paralisação em razão às condições precárias da UPA, que foi suspensa após a prefeitura acertar os pagamentos referentes ao mês de junho.

Em relação à questão salarial, Luiz Cesar afirmou que o pagamento dos médicos será feito por uma cooperativa, pelo período de três meses; prazo para a prefeitura realizar a contratação de uma nova OS.

“É necessário que a prefeitura ofereça salários dignos aos colegas e que haja somente um tipo de vínculo empregatício que garanta todos os direitos trabalhistas”, afirmou Nelson Nahon.

Na última visita técnica realizada no local, o CREMERJ havia constatado que a unidade encontrava-se sem diretor técnico. De acordo com o secretário, um novo diretor será nomeado ainda esta semana.

Na reunião, também foi abordada a questão de um médico suspenso pelo administrador da UPA por participar do movimento de paralisação. Luiz Cesar afirmou que o médico será readmitido, tendo em vista que o processo de greve é legítimo e que a paralisação contou com o apoio do CREMERJ.

Para Paulo Barros, a situação da UPA é crítica e precisa de uma solução imediata.

“As salas vermelha e amarela da UPA se encontram lotadas e é urgente que a regulação entre a UPA e os hospitais da região funcionem com eficácia para o adequado atendimento da população. Além disso, é imprescindível melhorar as condições de trabalho dos médicos da unidade, para que eles possam exercer sua profissão digna e eticamente”, disse.

Na ocasião, Nelson Nahon convidou o secretário para uma reunião com o Sistema de Regulação, representantes dos hospitais da região e com a UPA, que acontecerá no dia 13, para discutir a situação da Saúde na região.