Nova diretoria do Sindicato Médico de Campos toma posse

09/06/2014


O Sindicato dos Médicos de Campos (Simec) empossou, durante solenidade no dia 3 de junho, a diretoria eleita para o triênio 2014/2017. A entidade, que congrega cerca de  430 médicos, passará a ser presidida pelo gastroenterologista José Roberto Crespo, ex-presidente da Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia (SFMC), e que já integrava a diretoria anterior como  2º tesoureiro.

 

Além de José Roberto Crespo, participaram da mesa de abertura da cerimônia a representante da presidência do CREMERJ, conselheira Marília de Abreu; o coordenador da seccional do Conselho em Campos e representante do Conselho Federal de Medicina (CFM), Makhoul Moussallem; o presidente da SFMC, Almir Salomão Filho; o presidente anterior do Simec Reinaldo Tavares; entre outros. Como convidada especial, também integrou a mesa a conselheira Márcia Rosa de Araujo, que, ao final da cerimônia, proferiu discurso de saudação à nova diretoria.

 

Em seu discurso de posse, José Roberto Crespo apontou que um dos grandes desafios enfrentados pela cidade de Campos, que é um importante polo econômico na região, está na falta de investimentos públicos e privados na área hospitalar, que façam frente ao boom populacional. "Mas estamos preparados para essa luta", frisou.

 

O novo presidente do Sindicato se manifestou também contra recentes medidas do governo municipal, que pressiona os médicos estatutários a aumentarem sua carga horária de 20 para 24 horas e a dividirem o plantão em dois turnos de12 horas. As medidas estão sendo questionadas judicialmente pela entidade.

 

Apresentada pelo mestre de cerimônia como uma guerreira na luta pela melhoria da saúde no Brasil, Márcia Rosa de Araujo saudou a diretoria que se despedia e a que assumia. Ela ressaltou a importância e a necessidade de união para vencer os desafios do setor de saúde no Brasil. "Temos que lutar juntos, sociedades, sindicatos e conselhos, para que toda a estrutura de saúde avance. Estamos em um ano propício para isso. Temos eleições para o Conselho Federal de Medicina e eleições gerais, para as quais nós, médicos, temos nossas propostas para o SUS."

 

Márcia Rosa informou que está sendo articulado um movimento nacional que vai levar aos candidatos majoritários de todos os Estados propostas que visam à interiorização da saúde pública. Entre outras medidas, segundo ela, está a implementação de carreira de Estado municipal para o Programa de Saúde da Família para os médicos.

 

A diretoria eleita para o Simec é composta por José Roberto Crespo, Ezil Reis, Renato Amoy, Ligia Maria Muylaert, Murilo Costa, Reinaldo Tavares, Afonso Celso Faria, Fabio Padilha, Márcia Valença, Sergio Luis Peixoto, Jorge Mansur Murad, Gelson Sardinha, Celina Márcia Barreto e Giovanni Coelho. No Conselho fiscal, como efetivos, Luiz Carlos Sell, Messias de Souza e Luiz Smiderle; e como suplentes, Gabriel Wagner, Flavio Tavares e Peterson Carneiro. Delegados a Fenam, como efetivos, Erik Vasconcellos e Salvador Calomeni Filho; e como suplentes, José Gloria e Juliana Viana.

 

Também estavam presentes à cerimônia representantes  das Associações Médicas de Rio das Ostras Sérgio Pina e Valéria Ramalho e de Macaé José Carlos Siqueira, além da Associação de Docentes da Faculdade de Medicina de Campos, Edilbert Pellegrine, da Fundação Municipal de Saúde  (FMS), José Manuel, e da Unicred, Roberto de Carvalho.