No CFM, presidente do CREMERJ fala sobre licença-maternidade

29/05/2014


Em reunião dos presidentes dos Conselhos de Medicina nessa terça-feira, 27, em Brasília, o presidente do CREMERJ, Sidnei Ferreira, informou aos colegas de todos os Estados que havia assinado um ato administrativo para prorrogar a licença-maternidade das funcionárias do CRM do Rio de Janeiro para 180 dias.

A medida fora anunciada no CREMERJ uma semana antes, no dia 20 de maio.

"Colegas, ficamos muito felizes ao realizar isso no Rio de Janeiro. Trago essa proposta para a nossa discussão com a intenção de que, nos Estados que ainda não aderiram, vocês estudem essa possibilidade. Falo também como pediatra, reconhecendo a importância da presença da mãe no primeiro semestre da vida dos bebês, fase crucial do crescimento e do desenvolvimento, como, por exemplo, para o aleitamento materno como fonte exclusiva de alimentação. Gostaria que vocês pensassem com carinho", ponderou Sidnei.

O presidente do CFM, Roberto D Ávila, ressaltou a importância da prorrogação da licença-maternidade e salientou que também já havia sido implantada no federal, incentivando os demais CRMs a aderir à iniciativa.

No Rio, a solenidade que prorrogou a licença das mamães contou com a presença de toda a diretoria do CREMERJ e dos presidentes da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e da Sociedade de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro (Soperj), Eduardo Vaz e Edson Liberal, respectivamente.