Andaraí é contra a indicação de retaguarda para a Copa

28/05/2014


Por falta de condições estruturais e de recursos humanos, o corpo clínico do Hospital Federal do Andaraí (HFA) se manifesta contra a indicação da unidade como retaguarda para a Copa do Mundo, conforme anunciado pelo governo na última semana. De acordo com os médicos, o hospital não possui condições de prestar atendimento digno aos pacientes, por inúmeros fatores, entre eles: falta crônica de insumos básicos e de materiais específicos de diversos setores, infraestrutura precária, obras inacabadas, desativação de leitos, ausência constante de vagas para internação no CTI e déficit de recursos humanos.

O CREMERJ, que em visitas e fiscalizações tem acompanhado a situação crítica do HFA, apoia a luta dos colegas por melhores condições de trabalho e por um atendimento de qualidade para a população. 

Por diversas vezes, o Conselho denunciou o caso para o Núcleo Estadual do Rio de Janeiro do Ministério da Saúde, para o Ministério Público Federal e, inclusive, para o ministro da Saúde, Arthur Chioro, cobrando uma solução para o Hospital do Andaraí.

No manifesto, o corpo clínico afirma que espera que os múltiplos problemas na unidade sejam sanados e considera “uma atitude irresponsável” a indicação do HFA no plano de contingenciamento para o atendimento emergencial de possíveis vítimas durante a Copa do Mundo.

Clique aqui e confira na íntegra o manifesto do corpo clínico do HFA.