Médicos peritos recebem resposta da Câmara dos Vereadores

15/05/2014


Em resposta a uma audiência realizada na semana passada, uma comissão de médicos peritos do município e representantes do CREMERJ e do Sinmed-RJ se reuniram, novamente, com o presidente da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro, Jorge Felippe, nessa terça-feira, 13. Na ocasião, o vereador relatou que teve reuniões com o prefeito Eduardo Paes e com o secretário municipal de Administração, Paulo Jobim Filho, para falar sobre as reivindicações dos peritos.
 
Segundo Jorge Felippe, os representantes do Executivo foram receptivos ao caso e garantiram que farão um levantamento para avaliar uma solução e averiguar quais os impactos que esses procedimentos poderão causar na prefeitura. Os médicos peritos pretendem marcar uma audiência com o secretário Paulo Jobim Filho para dialogar sobre os desdobramentos do assunto.
 
Atualmente, o salário-base de um médico perito é de R$ 933,67. Com a insalubridade e triênios, o vencimento inicial chega a cerca de R$ 1.300.  Os colegas reivindicam o piso da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), que é de R$ 10.991,19 por 20 horas semanais. 
 
Os médicos peritos lutam, ainda, por um plano de cargos e salários específico, além da realização de concurso público e condições adequadas de trabalho. De acordo com eles, há um déficit significativo do número de peritos no município, pois não há reposição das vagas deixadas pelos servidores que se aposentaram ou faleceram.
 
Hoje, existem 68 cargos para os médicos peritos, mas apenas 33 deles estão preenchidos. Diante do quadro, os colegas sofrem com a sobrecarga e as péssimas condições. Eles denunciaram ainda que, em função da precariedade, muitos têm sofrido ameaças e até agressões físicas.
 
Os diretores do CREMERJ Serafim Borges e Carlos Enaldo de Araújo compareceram à reunião na Câmara.