CREMERJ participa de audiência pública sobre HGV na Alerj

21/03/2014



A situação dos servidores do Hospital Estadual Getúlio Vargas (HGV) foi tema de uma audiência pública nessa quinta-feira, 21, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). A reunião contou com a presença do CREMERJ, do Sinmed-RJ e da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), além de outras entidades de saúde e sociais.

A audiência pública, convocada pelo deputado Paulo Ramos, foi motivada após a denúncia de que médicos e outros funcionários públicos poderiam ser transferidos caso não aderissem à Organização Social (OS). Segundo os servidores, a Secretaria Estadual de Saúde informou que o Getúlio Vargas seria o primeiro hospital a ser gerido por uma OS e que os funcionários concursados poderiam ser colocados à disposição ou substituídos por mão de obra terceirizada.

O CREMERJ e o Sinmed-RJ, que têm acompanhado o caso desde o início, estiveram no HGV no dia 12 de fevereiro para uma assembleia e participaram e apoiaram o ato público que aconteceu na porta do hospital no dia 19 do mesmo mês.

O conselheiro José Ramon Blanco ressaltou a importância da audiência pública e criticou a atitude que o governo vem tomando contra os médicos e os servidores.

“As três esferas têm lutado contra o serviço público. Porém, entendemos que os cargos na rede pública devem ser ocupados por servidores. O CREMERJ defende e luta por concurso público, salários dignos, plano de cargos, carreira e vencimentos e condições adequadas de trabalho. O Conselho, certamente, continuará apoiando os servidores do Getúlio Vargas”, afirmou.

O deputado Paulo Ramos lembrou que todo servidor deve ser concursado e estatutário e ter plano de cargos, carreira e vencimentos, além de possuir direito à sindicalização e à greve.

Na audiência, foi deliberada a formação de uma comissão de servidores públicos para acompanhamento das ações propostas ao Judiciário; visitas com outros parlamentares aos hospitais estaduais; reuniões periódicas com a comissão de servidores; e a participação dos funcionários do HGV na manifestação do Dia Mundial da Saúde, em 7 de abril, às 10h, na Cinelândia.

Também participaram do encontro: o presidente da Fenam, Geraldo Ferreira; o presidente do Sinmed-RJ, Jorge Darze; a presidente da Associação de Funcionários do HGV, Aisar Santana; além de representantes de outras entidades.