Médicos farão manifestação contra a MP 621/2013 na Cinelândia

10/07/2013


O CREMERJ tem realizado várias ações em defesa da medicina e da saúde pública, como a manifestação, que aconteceu no dia 3, na foto acima


A presidente do CREMERJ, Márcia Rosa de Araujo, se reuniu nesta quarta-feira, 10, com as entidades médicas nacionais, em Brasília, para traçar estratégias contra a Medida Provisória 621/2013, que cria o “Programa Mais Médicos para o Brasil”.

Na ocasião, instituiu-se o Dia Nacional de Protesto contra a MP 621/2013, em 16 de julho (terça-feira), para que sejam realizadas mobilizações em todo o país. No Rio de Janeiro, o CREMERJ promoverá uma manifestação na Cinelândia, às 16h. Para definir os detalhes do ato público, a categoria se reunirá em assembleia no dia 15 (segunda-feira) no Colégio Brasileiro de Cirurgiões, em Botafogo.

Assim como as entidades médicas nacionais, o CREMERJ repudia essa medida provisória, que prioriza a importação de médicos para o interior do país sem a revalidação do diploma e que obriga os estudantes de medicina, a partir de 2015, a trabalhar por dois anos no SUS como requisito fundamental para obter o diploma.

O CREMERJ reafirma que não registrará médicos estrangeiros sem a revalidação nem concederá CRM provisório – como propõe a medida – aos estudantes sem diploma, outra ilegalidade. Para o Conselho, o governo federal deveria investir em concursos públicos com remuneração digna e carreira de Estado para a categoria, além de infraestrutura nos hospitais e postos de saúde para que os colegas possam exercer sua profissão de forma eficiente.