CREMERJ discorda de matéria exibida pelo Fantástico

01/07/2013


Sobre a reportagem veiculada pelo Fantástico, da TV Globo, nesse domingo, 30, o CREMERJ repudia a maneira como a saúde pública no Brasil foi mostrada. A matéria segue caminhos tendenciosos, sugerindo que é dos médicos a culpa dos inúmeros problemas no setor. O médico brasileiro é tão vítima quanto a população da atual política de saúde imposta pelo governo.

Estudos demográficos recentes do Conselho Federal de Medicina (CFM) comprovam que não há falta de médicos no país, o que contradiz o conteúdo da reportagem. O CREMERJ afirma que a construção de uma carreira de Estado no Sistema Único de Saúde (SUS), com remuneração justa e compatível com o grau de responsabilidade assumido, seja o primeiro passo para preencher os vazios assistenciais espalhados Brasil afora. Sem salários dignos e condições de trabalho, médicos de nenhuma nacionalidade tendem a se interessar pelas vagas.

O CREMERJ considera alarmante e perigosa a medida anunciada pela presidente da República, Dilma Rousseff, de contratar médicos estrangeiros. A maior preocupação é com a qualidade do atendimento que estes profissionais possam prestar aos pacientes. Sem a revalidação do diploma, não há como comprovar que o médico tenha a experiência e o conhecimento necessários para exercer a profissão. Isso ganha uma proporção ainda maior quando é comprovado que a infraestrutura do interior e das periferias é precária, o que coloca os pacientes em riscos ainda piores, dadas a péssimas condições a que são expostos.