Médicos poderão ter paralisação no dia 3 de julho

24/06/2013


As entidades médicas nacionais – Conselho Federal de Medicina (CFM), Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Associação Médica Brasileira (AMB) e Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR) – farão uma reunião na próxima quarta-feira (26), em São Paulo, com a participação de todas as lideranças nacionais, incluindo o CREMERJ, visando a elaboração de um calendário de manifestações e de uma possível paralisação nacional da categoria contra a importação de médicos sem a revalidação do diploma.
 
Na pauta de discussões, também está incluída a realização de mobilizações estaduais, que dependerão das decisões do encontro com as lideranças. Há também uma sinalização inicial para 3 de julho, como data para a paralisação nacional dos médicos.

Após pronunciamento da presidente Dilma Rousseff, na última sexta-feira (21), de que irá "trazer de imediato milhares de médicos" estrangeiros para atuarem no Brasil, as entidades médicas nacionais protestaram mais uma vez. Ao invés da importação de médicos, o CREMERJ defende a realização de concurso público com salários dignos e carreira de Estado.