CREMERJ participa de assembleia no Hospital Federal de Ipanema

29/05/2013


Médicos do Hospital Federal de Ipanema se reuniram em assembleia nessa segunda-feira, 27, para falar sobre a Saúde Brasil – subsidiária da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) – que o Ministério da Saúde (MS) pretende criar e implementar para gerir os institutos e hospitais federais. Cerca de 100 pessoas participaram do encontro.
 
Durante a reunião, a conselheira Erika Reis também falou sobre questões importantes para a categoria, como a gratificação dos médicos – que ainda não foi reajustada e continua sendo a menor em relação ao valor pago a todos os profissionais de saúde de ensino superior – e a suspensão da aposentadoria dos colegas baseada nos mandados de injunção.
 
“Temos visitado as unidades federais para mobilizar a categoria médica acerca da Ebserh e de outras situações que vem ocorrendo. Estamos tentando há mais de seis meses, por exemplo, uma reunião para negociar a nossa gratificação, que nos foi prometida, mas ainda não tivemos uma resposta. O Conselho não deixará de lutar pela valorização da medicina no Rio de Janeiro”, declarou Erika Reis.
 
Em seu pronunciamento, o conselheiro Nelson Nahon motivou os médicos a participarem da manifestação que acontecerá no dia 5 de junho, às 10h, na Cinelândia, e, inclusive, orientou que os colegas não marcassem procedimentos eletivos nessa data para que haja presença em massa. Nahon também incentivou que todos estejam na assembleia dos médicos federais no dia 3, quando serão definidos detalhes sobre o ato público.
 
Compareceram ainda à reunião o conselheiro Sidnei Ferreira; o presidente do Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro (Sinmed-RJ), Jorge Darze; colegas do Instituto Nacional de Cardiologia (INC), do Instituto Nacional de Ortopedia e Traumatologia (Into) e do Hospital Federal de Bonsucesso; e representantes do Sindicato da Saúde e Previdência (Sindsprev-RJ).