Marcada paralisação em Volta Redonda

21/09/2012


Por melhores condições de trabalho e vínculos empregatícios com salários dignos, os médicos de Volta Redonda farão paralisação nos dias 25, 26 e 27. Na terça-feira, 25, às 9h, haverá uma passeata em torno da Prefeitura, onde serão expostos os motivos da mobilização. A decisão foi tomada por unanimidade após assembleia dos médicos.

A população não ficará desassistida; a paralisação durante os três dias contemplará o atendimento ambulatorial e cirurgia eletiva, não deixando de funcionar a emergência. Nesta quarta-feira, 19, a promotora Flavia Brandão, de Volta Redonda, expôs em reunião que o juiz concedeu tutela antecipada exigindo que a Prefeitura cumpra de imediato plano de cargos e salários. Com relação à contratação por RPA, medidas já foram tomadas, já que este é um problema de todo o município. Além das reivindicações, foi falado também sobre a intenção do município de fechar três emergências pediátricas das seis existentes.

Os médicos reivindicam a regularização da situação trabalhista, reajuste anual, segurança nos locais de trabalho e garantia de recursos humanos de acordo com a resolução nº 100 do CREMERJ. A luta do CREMERJ ocorre desde 2010, quando o Conselho entrou com representação no Ministério Público do Trabalho para a realização de novos concursos públicos exigindo melhores condições para a categoria médica.