Clipping - Cremerj envia ofício ao MP após Flamengo não cumprir protocolo de saúde

Globo Esporte.com /

18/06/2020


Conselho de Medicina também recebeu denúncia contra Marcio Tannure, médico do clube, e Rubens Lopes, da Ferj, por descumprimento. Jogadores não concentraram pelas 48h previstas

O Cremerj (Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro) entrou com um ofício nesta quinta-feira no Ministério Público, denunciando o Flamengo por descumprimento do protocolo de saúde elaborado pela Ferj. O elenco não se concentrou para o jogo contra o Bangu, embora o estabelecido no documento seja uma concentração prévia de 48 horas antes da partida.

Tudo começou com a denúncia feita por um médico no Cremerj contra Rubens Lopes, presidente da Ferj, e Marcio Tannure, chefe do departamento médico do Flamengo, também pelo descumprimento do protocolo. A partir disso, o Cremerj encaminhou ofício ao MP. A tendência é de que seja aberta uma sindicância no Conselho para investigar os casos de Lopes e Tannure.

O Ministério Público estuda quais medidas tomar, mas o curto tempo hábil até a realização da partida também é levado em consideração.

A alegação do Flamengo é de que o elenco não se concentrou antes porque o jogo ainda não havia sido marcado. A confirmação da realização da partida e do horário dela só ocorreu na manhã de quarta-feira, através da Ferj.

O jogo entre Bangu e Flamengo acontece na noite desta quinta-feira, às 21h (de Brasília), no Maracanã. Será o primeiro jogo de futebol no Rio de Janeiro desde a paralisação das atividades devido à pandemia de coronavírus.